sábado, janeiro 08, 2011

As pilecas

Se as eleições presidenciais fossem uma corrida de cavalos os espectadores teriam dado por muito mal empregue o dinheiro que teriam gasto nos bilhetes, as duas grandes coudelarias apresentaram-se na corrida com duas pilecas. EM vez de estarem a apostar no melhor cavalo teriam que escolher entre a menos má das duas pilecas em concurso.

Nunca ouvimos em Cavaco uma ideia ou um projecto, limita-se à baboseira do bom aluno, a um discurso vazio que é preenchido com as supostas qualidades de um saloio que se julga iluminado e escolhido por Deus para ajudar o país, como se fosse uma mercearia sem contabilista. O pior em Cavaco Silva nem são os seus negócios ou ter instituído um grupo a que chamam cavaquistas, que enriqueceu descaradamente à custa do país, o pior deste candidato é o reduzir este país à sua falta de cultura, à ausência de visão, ao papel de espectadores imbecis de um espectáculo da Kátia Guerreiro.

É triste ver um candidato reduzir o país a uma república africana ao justificar a sua candidatura por ser um professor de economia, um professor de quem só conheço um livro de lições de economia que nunca me dei ao trabalho de estudar. Qualquer doutorado dos nossos dias sabe mais de economia do que Cavaco Silva e se seguisse a sua argumentação qualquer um deles mereceria ser presidente. Esta ideia de que os político são ditadores é a negação da democracia, trata-se de um conceito herdeiro do pensamento salazarista que justificou a ditadura com o seu desempenho nas Finanças. É uma vergonha para Portugal quem em pleno século XXI um candidato se justifique nestes termos, é uma ofensa para a inteligência dos portugueses.

Como alternativa a Cavaco temos um Alegre, que sendo mais higienizado de um ponto de vista de valores políticos do que o candidato da direita, revela um pensamento político que mais parece uma garrafa de vinho do Porto que ficou esquecido durante décadas no fundo do armário. O pior é que não sendo uma garrafa de vintage nada melhorou ao longo dos anos, em vez de envelhecer ficou com um pico a azedo.

O discurso de Alegre é um nó cego intelectual, anda há meses a tentar ser progenitor de um híbrido político a partir de Louçã e Sócrates. Em vez de ter ideias próprias para o país perde o seu tempo em cambalhotas ideológicas numa tentativa de captar a simpatia do bloco sem ofender o PS e vice-versa.

Umas no cravo e outras na ferradura

FOTO JUMENTO

Igreja de São Domingos, Lisboa

IMAGEM DO DIA

Viseu [A. Cabral]

JUMENTO DO DIA

Cavaco Silva, ex-accionista da SLN

Cavaco Silva voltou à estratégia do coitadinho tentando influenciar a opinião dos mais incautos com o argumento de que perdeu dinheiro com outros negócios de acções, só não esclarece se nesses negócios as condições foram determinadas pelas suas opções e pelo mercado ou por Oliveira e Costa. Pelos vistos o doutorado em economia perdeu dinheiro na bolsa e só ganhou quando o presidente do BPN fixou os preços.

Entretanto, faltou à sua palavra e como era de esperar voltou a falar do caso BPN, parece ter percebido que era impossível abafar o assunto e na falta de argumentos vem com manobras de divversão.

«Cvaco Silva garantiu, no fórum TSF, que perdeu mais do dobro nas aplicações de poupanças nos bancos do que ganhou com a venda das acções da SLN, o grupo que detinha o BPN.

O candidato presidencial insistiu que existe sobre esta matéria uma "campanha de calúnias", que "demonstra desespero e um grau de desonestidade", numa acusação directa aos seus adversários na corrida a Belém.» [DN]

PEDAÇOS DE ASNO VOLTAM A ATACAR

«Há uns anos, em Nova Iorque, pedindo informações num departamento de História sobre os primeiros negros da cidade (foram onze e angolanos, em 1626), eu disse a palavra "slave" (escravo). Ralharam-me: que eu dissesse "enslaved people" (pessoas escravizadas) pois a outra palavra pressupunha que era uma condição aceite pelas vítimas... Não insisti sobre a falta de lógica da explicação, há muito que não invisto contra as pancadas dos politicamente correctos. Agora, leio que Mark Twain vai ser censurado: as 219 vezes que escreve a palavra "nigger" (preto) nas Aventuras de Huckleberry Finn (primeira edição, 1884) vão ser expurgadas. No outro dia falei-vos de um meu autor de juventude, Emilio Salgari, mas Twain ainda o é mais. Se há coisa de que não tenho dúvidas é querer ser o garoto Huck quando for grande. Garoto vagabundo, Huck encontra o negro Jim, começa por ser racista e acaba amigo dele. No que é um dos grandes romances americanos, Mark Twain escreveu "nigger" porque contava o mundo tal como ele existia. E sobre generosidade e cabeça lavada ele pede meças a todos os seus contemporâneos. Segundo o editor, a palavra deixa hoje muita gente "desconfortável" (o que, aliás, é bom sinal). Mas, para fugir a esse desconforto, os americanos ficam a saber menos do que era a América no séc. XIX. Ah, e "nigger" vai ser mudado para "slave"! Vá lá, podia ser "enslaved people"...» [DN]

Parecer:

Por Ferreira Fernandes.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

O HOMEM CERTO NO LUGAR CERTO

«Os portugueses podem dormir descansados. O presidente do grupo de trabalho para a comissão que irá fiscalizar as contas públicas é o mesmo que, como presidente do Conselho Fiscal do BPP, certificou durante 10 anos e "tranquilo de consciência" (é o próprio quem o diz), as contas furadas daquele banco, validando "a regularidade dos seus registos contabilísticos"... de onde desapareceram mais de 1,2 mil milhões de euros dos clientes.

Ninguém duvida que foi pela competência demonstrada e não pelo cartão partidário que o PSD o indicou como pessoa certa para definir os critérios de fiscalização das contas do Estado (coisa que muito preocupa o PSD).

Dirá o PSD que, até ver, o homem não foi constituído criminalmente arguido (embora seja réu em vários processos postos pelos clientes defraudados do BPP). E confiará na sua "tranquilidade de consciência". Não será o caso, mas talvez o PSD devesse cuidar que, às vezes, a melhor forma de manter a consciência limpa é não lhe dar uso.» [JN]

Parecer:

Por Manuel António Pina.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

CDS TENTA AJUDAR CAVACO COM MENTIRAS

«O líder do CDS-PP, Paulo Portas, confrontou esta sexta-feira o primeiro-ministro com a compra de acções do BPN à Sociedade Lusa de Negócios (SLN) num valor total de 20 milhões de euros.» [CM]

«O presidente do Banco Português de Negócios (BPN), Francisco Bandeira, afirmou esta sexta-feira, em Ponta Delgada, que a instituição não comprou acções da SLN depois da nacionalização do banco, apenas as recebeu como garantia de um financiamento.

"Espanta-me essa dúvida. Não se trata de nenhuma compra", afirmou Francisco Bandeira, em resposta a uma questão colocada pelos jornalistas sobre a eventual compra de acções da SLN.

Segundo Francisco Bandeira, "o que houve é que, num Conselho de Administração anterior ao actual do BPN, foi feito um financiamento tendo como garantia um conjunto de acções da SLN".» [CM]

Parecer:

Depois da Caeiro foi a vez de Portas recorrer ao mesmo esquema.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Cavaco se está interessado nas acções a que se referiu Paulo Portas.»

CHINA EMPRESTA MIL MILHÕES A PORTUGAL?

«"Confirma-se a realização de uma operação, [mas] não fazemos qualquer comentário sobre a respectiva contraparte", afirmou a fonte do Ministério das Finanças contactada por aquela agência noticiosa, em resposta às referências que a imprensa tem feito a uma possível operação de 'private placement' de mil milhões de euros na China.

No entanto, esta fonte frisou que "as operações de colocação privada do Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP) são feitas sem divulgação da respectiva contraparte, de acordo com a prática do mercado".» [DN]

Parecer:

O problema está em saber a que preço e com que contrapartidas.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Questione-se Teixeira dos Santos.»

AJUDA DESASTROSA

«O presidente da SLN Valor, Alberto Queiroga Figueiredo, que integra a Comissão de Honra da recandidatura de Cavaco Silva, reconheceu que o Presidente terá tido acesso a informação que outros não tiveram, sobre o que poderia acontecer ao BPN, facto que pode ter precipitado a venda.

As declarações de Queiroga Figueiredo foram efectuadas à TSF e surgem depois de ontem, no comentário semanal na TVI24, o antigo líder do PSD, Marques Mendes, ter contestado a ideia de favorecimento, defendida por Manuel Alegre, garantindo que com base numa auditoria feita ao BPN, outros investidores venderam as acções do banco a um preço superior.» [Jornal de Negócios]

Parecer:

E ter acesso a informação privilegiada não é uma grande vigarice?

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao Queiroga.»

AGORA É A DÍVIDA PORTUGUESA QUE CONTAGIA A ESPANHOLA

«As taxas de juro da dívida espanhola aproximaram-se hoje do seu máximo histórico desde que existem notas e moedas de euro, o que os principais jornais diários do país vizinho atribuem aos receios de contágio da situação portuguesa, pois há o receio de que o país não seja capaz de satisfazer nos mercados as suas necessidades de financiamento.

A taxa de juro da Espanha a dez anos (o prazo de referência para os juros da dívida pública) está a disparar nos mercados secundários desde quarta-feira, quando fechou o dia em 5,334 por cento, e hoje já ia em 5,568, valor muito próximo do máximo de 30 de Novembro, de 5,575 por cento. No entanto, a margem face às obrigações alemãs era de 265,1 pontos-base, ainda distante dos 290,8 de 30 de Novembro, segundo dados da Reuters.» [Público]

Parecer:

Mais tarde ou mais cedo chegará a vez de Espanha.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Espere-se para ver.»

HORYMA

sexta-feira, janeiro 07, 2011

Mercado negro

Cavaco Silva disse que não falaria mais sobre o seu lucrativo negócio de acções mas com isso não conseguiu impedir a catadupa de informações, contra-informações e até tentativas desastradas de o ilibar da suspeita. A verdade é que o negócio não foi propriamente transparente e sendo corrente na economia portuguesa o recurso a este tipo de expedientes de enriquecimento fácil, não deixa de ser um bom retrato do que por cá se passa.

Agora surgem os mais diversos testemunhos de que Cavaco comprou a um preço aceitável e que na venda até perdeu dinheiro, isto é, ainda poderia ter ganho mais de 140%. A questão é saber que mercado de capitais particular é este onde se ganham margens de mais de 100% sem quaisquer riscos, quando nem a empresa apresentava sinais de valorização que justificassem tal valorização, nem o país estava numa situação económica que justificasse tais lucros.

Ficamos a saber que há investidores que contam com os presidentes de bancos privados como gerentes de conta e que depositam confiança neles ao ponto de as suas poupanças serem investidas no próprio banco para depois ser o mesmo presidente do banco a fixar os lucros do investidor. Será que todos os investidores e depositantes do BPN tiveram direito a tal privilégio? É evidente que não, este tipo de negócios está reservado a uma pequena elite e é alimentado pelo logro em que caem milhares de pequenos aforradores que acreditam num mercado de capitais que é uma autêntica Feira da Ladra.

Se no mercado bolsista são mais do que evidentes os sinais de que há gente a enriquecer de forma fácil, o último caso foi o da compra de acções do Finibanco pelos seus próprios administradores quando já sabiam que o banco ia ser comprado pelo Montepio Geral. Aliás, todos nos lembramos do crash na bolsa portuguesa quando Cavaco Silva era primeiro-ministro e avisou que muitos dos papeis vendidos na bolsa não tinham qualquer valor.

Não deixa de ser questionável que um professor de finanças que se oferece para ajudar o seu país com os seus vastos conhecimentos de economia entregue as suas poupanças ao cuidado de Oliveira e Costa e nunca tenha estranhado um lucro que nenhum manual de economia pode explicar, até porque tendo sido Oliveira e Costa a decidir o negócio nem pode invocar a especulação como justificação económica para tão grande lucro. Quais os fundamentos económicos da decisão de investir e o que o levou a desinvestir?

Em Portugal há dois tipos de aforradores, os que ganham sempre e os papalvos. Uns beneficiam de informação privilegiada e fazem excelentes negócios na bolsa ou no tráfico de acções não cotadas, os outros são vítimas dos golpes que sistematicamente desnatam o mercado de capitais.

Quando alguns agora dizem que na altura em que Cavaco vendeu as acções poderia ter ganho ainda mais interrogo-me se outros não estaria a perder tudo. Recordo-me de quando a PJ invadiu a casa da Dona Branca, foi apupada por gente que estava na fila de espera e queria à força aplicar as suas poupanças na banqueira do povo. É assim o nosso mercado negro de capitais, seja o Oliveira e Costa ou a Dona Branca a decidir quem ganha e quem perde.

Parece-me pouco importante saber se quando Cavaco comprou alguém comprou mais barato ou se quando vendeu alguém vendeu mais caro, o que neste momento é evidente é que em nenhum momento havia um preço aplicado a todos, isto é, era Oliveira e Costa quem decidia quem perdia e quem ganhava. Isto não é um mercado de capitais, rege-se pelas regras do mercado negro.

Umas no cravo e outras na ferradura

FOTO JUMENTO

Flor da Quinta das Conchas, Lisboa

IMAGEM DO DIA

Aldeia de Monsanto [A. Cabral]

JUMENTO DO DIA

Emanuel dos Santos, secretário de Estado do Orçamento

Emanuel dos Santos está eufórico, diz que ainda que não esteja apurado em definitivo o governo conseguiu atingir de forma brilhante a meta dificílima dos 7,3% do défice. Em vez da euforia deveria haver alguma vergonha e recato, essa meta foi atingida graças ao aumento das receitas fiscais em consequência da antecipação de compras e dos aumentos de impostos entretanto decididos e pelo negócio duvidoso do fundo das pensões, isto porque ainda se desconhecem outros truques contabilísticos a que o governo possa ter referido.

É caso para dizer "grande coisa!". No fim disto e depois de não terem sido capazes de controlar as contas públicas os incompetentes ainda se vestem de heróis.

«O secretário de Estado do Orçamento assegurou esta quinta-feira que a meta de 7,3 de défice orçamental em 2010 será alcançada, embora os resultados definitivos só possam ser fechados depois do mês de Fevereiro.

Emanuel dos Santos falava em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, depois de ser questionado sobre o valor real do défice orçamental no final de 2010.

"Podemos garantir que a meta de défice de 7,3 por cento de défice [em 2010] foi alcançada. Todos os dados que temos apontam para isso e não temos qualquer indicação em contrário, embora, em rigor, o número final só se poderá saber depois de concluído o mês de fevereiro", declarou o secretário de Estado do Orçamento.» [DN]

MUITO DIVERTIDO É...

Ver a mesma direita que andou anos a embirrar com o carácter de José Sócrates dar agora cambalhotas para justificar um negócio de fazer inveja à Dona Branca e para o qual Cavaco foge a dar explicações. Os especialistas em avaliação do carácter de políticos vão ter muitas dificuldades em explicar coisas como o negócio de acções ou a forma honesta como Cavaco se esqueceu dos seus alunos da Universidade Nova enquanto acumulava com o ordenado na Universidade Católica ao ponto de lhe ter sido aberto um processo disciplinar que alguém fez desaparecer de forma milagrosa, no ministério da Educação era Deus que mandava.

OS ACTUAIS ADMINISTRADORES DO BPN PODEM FICAR DESCANSADOS

Cavaco Silva não voltará a falar do banco!

BRUXAS ROMENAS VINGAM-SE DO AUMENTO DOS IMPOSTOS

«As bruxas e cartomantes da Roménia estão furiosas com o presidente e o governo do país da Europa de Leste devido à nova legislação que as força a pagar impostos pelos rendimentos das suas actividades.» [CM]

Parecer:

Por cá preferimos as providências cautelares.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se a Mário Nogueira a hipótese de ir à bruxa.»

GOVERNO DIZ QUE ATINGIU A META DOS 7,3% DO DÉFICE

«O secretário de Estado do Orçamento assegurou esta quinta-feira que a meta de 7,3 de défice orçamental em 2010 será alcançada, embora os resultados definitivos só possam ser fechados depois do mês de Fevereiro.» [ Link]

Parecer:

Obrigado!

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao feliz secretário de Estado quanto seria o défice sem o negócio do fundo de pensões da PT, a antecipação de compras dos portugueses e os dois PEC.»

TRATAR O CÃO COM O PÊLO DO PRÓPRIO CÃO

«O DVD do caso Freeport que mostra o empresário Charles Smith a dizer que José Sócrates é corrupto foi utilizado pelo inspector do Ministério Público que investigou a acção dos procuradores do processo, Paes Faria e Vítor Magalhães - concluindo com a proposta de processos disciplinares para ambos e para a directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal, Cândida Almeida. Ou seja, o filme, considerado como prova proibida num processo-crime, serviu para, em sede disciplinar, incriminar os procuradores.

De acordo com informações recolhidas pelo DN, o inspector Domingos Sá (que nos últimos meses fez uma "investigação" interna à própria investigação do Freeport) chegou a visionar o conteúdo do DVD e a transcrever no relatório final do processo de averiguações partes do seu conteúdo. E terá ainda considerado que a investigação se deixou orientar pelo que é dito no filme. » [DN]

Parecer:

Tanto usaram o vídeo que foram vítimas do filme.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Faça-se um sorriso amarelo.»

JEITO PARA A BOLA OU MONTAGEM?

«No ano passado, Sylvie Van der Vaart, de 32 anos, já tinha sido eleita a "mais bela mulher de um jogador de futebol" pelo site inglês "Kickette", mas desta vez, segundo avança a Folha.com, não foi a beleza da modelo que chamou a atenção, mas a incrível habilidade com bola que demonstrou durante a gravação de um anúncio para a Gillette.

Embora haja dúvidas de que o vídeo possa ser uma montagem, com alguns a considerar que a bola foi adicionada posteriormente às imagens, ninguém tem a certeza. Por isso, veja você mesmo e, se quiser, entre nesta animada polémica que está a intrigar os internautas que já o viram.» [DN]

Parecer:

Eu diria que o português é muito traiçoeiro.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Que a senhor tem jeito com os pés lá isso tem, se a bola estava lá é o menos importante, ninguém olhou para ela.»

BPN PERDE 200 MILHÕES EM DEPÓSITOS

«Esta é a segunda vaga de 'fuga' de depósitos no BPN desde que foi nacionalizado em Novembro de 2008, depois de ter passado de um total de depósitos de clientes de 4,5 mil milhões de euros em 2008 para os actuais 3 mil milhões de euros, disse à agência Lusa fonte da instituição. No passado, segundo a mesma fonte, grande parte destes depósitos foram 'transferidos' para a Caixa Geral de Depósitos (CGD), sendo que atualmente, em termos de tabela de remuneração de depósitos, o BPN está a oferecer mais 0,25% do que o banco estatal.» [DN]

Parecer:

Era de esperar depois de um político irresponsável ter-se defendido dizendo que o banco era mal gerido por gestores em part-time.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Mande-se a factura a Cavaco Silva.»

A ANEDOTA DO DIA

«“Estávamos numa altura alta da Bolsa, ele é um homem que sabe de Economia e Finanças, sabe ler a Bolsa melhor que qualquer um de nós, sabe fazer as suas previsões económicas e como qualquer cidadão quando chegou ao momento que entendeu que era bom vender, vendeu”, disse.

Jardim garantiu que seguiu o conselho do avô “nunca compres papel”: “Eu nunca comprei um papel e graças a Deus nunca tive de pegar em títulos de acções e de obrigações e forrar paredes com aquilo como muita gente já teve de fazer várias vezes”.» [Público]

Parecer:

É lindo ver o Alberto defender o senhor Silva, com defensores destes o Relvas não faz falta.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»

CAVACO PISCA O OLHO À DIREITA MAIS IDIOTA

«O Presidente da República, Cavaco Silva, vetou hoje o diploma que visa simplificar o procedimento de mudança de sexo e de nome próprio no registo civil.

"O Presidente da República decidiu, nos termos do artigo 136º da Constituição, não promulgar o Decreto nº 68/XI da Assembleia da República, que cria o procedimento de mudança de sexo e de nome próprio no registo civil e procede à décima sétima alteração ao Código do Registo Civil, tendo devolvido hoje aquele diploma à Assembleia da República", refere um comunicado publicado no sítio da Presidência da República.» [i]

Parecer:

Uma decisão ridícula que apenas revela ignorância.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se.»

E AGORA TERESA?

«Quarta-feira à noite na SIC Notícias, a propósito da polémica sobre o BPN que tem marcado a pré campanha presidencial, a deputada do CDS-PP Teresa Caeiro lembrou que no passado o candidato apoiado pelo PS e pelo BE participou em publicidade do BPP.

"Escrevi um texto literário sobre a minha relação com o dinheiro. Foi pedido a mim e a outros autores portugueses. Esse texto foi publicado. Depois constatei que havia realmente publicidade a um banco. Pedi a interrupção do texto, o que foi feito. Mais tarde mandaram-me um cheque e eu devolvi o cheque", esclareceu Manuel Alegre.» [i]

Parecer:

Esta senhora tem sido um desastre político.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Portas se tenciona voltar a propor o seu nome para secretária de Estado da Defesa.»

NOVO CÓDIGO CONTRIBUTIVO

«O novo código contributivo está a por os jovens que ganham a recibo verde à beira de um ataque de nervos. Quem ganhe 1000 euros mensais, passa a ter de entregar 21,5% à cabeça aos cofres do Estado por conta do IRS, e 29,6% à Segurança Social.

Contas feitas, significa que a partir deste mês, quem ganhe aquele valor através de recibo verde leva para casa qualquer coisa como 598 euros, ao invés dos anteriores 621 euros. A diferença entre o que se descontava e o que se vai descontar, vai sendo cada vez maior à medida que os valores recebidos crescem, pelo que as penalizações vão ser relevantes para os precários.» [i]

Parecer:

Deve haver equidades, todos os pobres devem contribuir para combater a crise e poupar os ricos a tal incómodo!

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se.»

ECONOMIST: PORTUGAL VAI TER DE PEDIR AJUDA

«No artigo 'Europe economy: Key issues in 2011', datado de 04 de janeiro, a Economist Intelligence Unit afirma que a "zona euro vai evitar o colapso em 2011", mas acrescenta que haverá "momentos desconfortáveis" no processo de resolução da crise financeira e económica.

Um desses momentos passará por Portugal: "Esperamos que Portugal seja obrigado a aceder ao fundo de estabilização da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional", afirmou a unidade de análise económica da Economist no mesmo documento. » [Jornal de Negócios]

Parecer:

O que nos vale é que Teixeira dos Santos não é o único economista que se engane, ainda que no caso do nosso ministro o problema é que também raramente acerta. De qualquer das formas concordo com o Economist, se Teixeira dos Santos prosseguir no seu projecto de destruir o fisco Portugal não vai ter de pedir ajuda ao FMI, terá que recorrer à OMS.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Espere-se para ver.»

CAVACO JÁ SABE COMER BOLO-REI À MESA

«O candidato presidencial Cavaco Silva voltou a comer bolo-rei numa campanha eleitoral em frente aos repórteres de imagem, em Dia de Reis, a meio de uma arruada no centro de Faro.

Na companhia da sua mulher, Maria Cavaco Silva, e do presidente Câmara Municipal de Faro, Macário Correia, o actual Presidente da República e candidato presidencial distribuiu cumprimentos, encontrou conhecidos e recordou como era o centro de Faro antigamente.» [Portugal Diário]

Parecer:

Bolas, levou muitos anos a aprender a comer em público!

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada e mandem-se os parabéns ao candidato accionista.»

JUROS PASSAM DOS 7%

«As Obrigações do Tesouro a dez anos estavam a ser transaccionadas nos mercados secundários com uma taxa de juro implícita de 7,06 por cento e uma margem (spread) de 391 pontos-base face às suas equivalentes alemãs, segundo os dados disponibilizados pela agência Reuters.

Os juros da dívida pública continuaram logo de manhã com a tendência de subida que apresentam desde o início deste ano, estando em 6,852 por cento às 9h50, mas dispararam por volta do meio-dia e meia. Ontem tinham encerrado a sessão em 6,795 por cento, a subir face a terça-feira. No dia 31 fecharam em 6,682 por cento.» [Público]

Parecer:

E de Teixeira dos Santos nem uma palavra, ele que dizia que era esta a fasquia para pedir ajuda.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Procure-se por Teixeira dos Santos.»

O SEM-ABRIGO COM VOZ DE OURO

«Ted Williams era mais um sem-abrigo no cruzamento de uma auto-estrada norte-americana. Agora é uma estrela mediática, desde que um repórter do “Columbus Dispatch” o filmou a fazer aquilo que faz melhor: falar para um microfone. A sua voz grave e carismática já lhe rendeu dezenas de ofertas de emprego e de convites para programas de televisão.» [Público]

ALT EDWARD